Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Cooperativismo

O Cooperativismo é um movimento que busca constituir uma sociedade justa, livre e fraterna, em bases democráticas, através de empreendimentos que atendam às necessidades reais dos cooperados em seu campo de atuação profissional. É uma alternativa concreta para a conquista de mercados, valorização da categoria e oferta de melhores serviços à população. Além da área de saúde, o modelo de cooperativismo é utilizado para viabilizar negócios em vários campos de atuação como veremos a seguir.

Cooperativismo no Ceará

No Ceará, 64.528 associados estão ligados às 128 cooperativas registradas regularmente no Sistema OCB/SESCOOP-CE. São 5.672 empregos diretos gerados em diferentes ramos: Agropecuário, Consumo, Crédito, Educacional, Habitacional, Infraestrutura, Produção, Saúde, Trabalho e Transporte. Os dados são da Organização cearense, que representa as cooperativas do Estado, referentes ao ano de 2013.

O Sistema também atua no sentido de interligar cooperativas, buscando fortalecer o movimento por meio da articulação de diferentes instituições. É a chamada intercooperação, em que as organizações cooperativas trabalham em conjunto, em âmbito local, regional, nacional e internacional, com vistas a assegurar a realização dos objetivos traçados por seus membros.

Princípios básicos do Cooperativismo:

  1. Adesão voluntária e livre
  2. Gestão democrática
  3. Participação econômica dos membros
  4. Autonomia e independência
  5. Educação, formação e informação
  6. Intercooperação
  7. Interesse pela comunidade

Cooperativismo de Saúde

Cooperativas da área de saúde existem no país há cerca de 50 anos. Hoje, as cooperativas que se dedicam à preservação e à promoção da saúde humana formam um dos principais ramos do Cooperativismo brasileiro, atuando em quatro áreas: médica, odontológica, psicológica e de usuários.

As cooperativas de saúde constituem um dos ramos do cooperativismo que mais rapidamente cresceu, estando presente em todos os estados do país. De acordo com a OCB Nacional, são 846 cooperativas do ramo em todo o país, com mais de 271 mil associados e gerando 67 mil empregos diretos.

O Ceará conta com 30 cooperativas de saúde, que congregam 24.078 associados, gerando 3.271 empregos diretos. 

Em 2012, o Sistema OCB apoiou diversos projetos das cooperativas de saúde, com destaque para as convenções nacionais, encontros e intercâmbios internacionais. Existe, ainda, um projeto nacional de capacitação para o ramo saúde.

O Sistema também busca a formatação de um acordo de cooperação técnica com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no sentido de melhorar o entendimento da agência quanto ao modelo cooperativista na área de Saúde.

Notícias

Por que as mulheres sofrem mais com problemas no sono?

A insônia é um problema que atinge uma parcela significativa da população mundial. Em todas as partes do planeta, pessoas com dificuldade para dormir sofrem problemas cotidianos como o lapso de atenção e a falta de desempenho em atividades necessárias como o estudo e o trabalho. Mas você sab

Perda do Olfato

Para quem desconhece, a anosmia é a perda total do olfato. A maioria das pessoas com anosmia consegue reconhecer as substâncias salgadas, doces, ácidas e amargas, mas não pode dizer a diferença entre sabores específicos. A capacidade de dizer a diferença entre os sabores realmente só depende

Câncer de laringe

A laringe é a parte da garganta que contém as cordas vocais e participa da fala, mas tem outras importantes funções como a respiração e a proteção dos pulmões da aspiração de alimentos na deglutição. Ela é dividida em subglote, glote e supraglote. É na glote que estão as cordas vocai
20 Anos Coorlece