Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Inflamações na garganta e ouvido - cuidado! busque tratamento adequado

Garganta e ouvidos estão interconectados por pequenos canais. E ter uma infecção em uma dessas regiões não é nada agradável, especialmente por conta da dor e do incômodo presentes. Uma dor de garganta, por exemplo, pode ser responsável por uma possível infecção de ouvido.

Basicamente, não existem diferenças ao pensar nos agentes causadores dessas doenças, que podem ser os vírus ou as bactérias, além de fungos que causam as micoses, principalmente, no conduto auditivo externo.

As principais doenças de garganta são as rinofaringites, as laringites e as amigdalites. Ou seja, cada uma delas significa a inflamação em alguma parte do sistema respiratório: faringe, laringe ou amígdalas. Elas causam dor local, dificuldade de deglutição, febre, mal-estar, dores musculares e dor para se alimentar (por conta da passagem do alimento).

Já as patologias que acometem o ouvido são as otites, que podem ser externas ou médias. As médias estão mais relacionadas ao inverno e as externas mais ao verão. Isso porque as otites externas acontecem, normalmente, pelo excesso de água no ouvido, comum quando as pessoas passam muito tempo em piscinas ou no mar, sendo consideradas doença “de nadador”.   As otites médias acontecem a partir de uma sinusite ou uma rinofaringite. A interligação entre a garganta, o nariz e os ouvidos faz com que o acúmulo de secreção corra para o ouvido médio, acumulando-se na região.

Tratamentos

No caso das infecções na garganta ocasionadas por vírus, o médico irá realizar o acompanhamento, receitar o remédio e o tratamento mais preciso. No entanto, os mais comuns são: AAS, cataflam, dipirona, flogoral, flanax, ibuprofeno, nimesulida, etc.

Algumas soluções naturais podem até ajudar, como utilizar mel, própolis, gengibre, limão e papaína.  Com relação às infecções por bactérias, o profissional pode receitar o uso de antibióticos.

Da mesma forma que a dor de garganta, a dor de ouvido pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Ele pode receitar deocil, dipirona, tramal, nimesulida e toragesic.

Mais uma vez: procurar um médico para o tratamento e acompanhamento é o mais indicado para ambos os casos.

Notícias

Nariz entupido: saiba como resolver

Quem nunca passou por incômodos nasais que atrapalham respirar, comer, fazer as atividades do dia a dia e até mesmo falar? Um dos mais comuns é o nariz obstruído, que é muito comum em casos de gripe, resfriado, rinite e sinusite. Como desentupir o nariz pode parecer um mistério, mas há ótim

Misofonia: você sabe o que é?

A misofonia se trata de uma sensibilidade seletiva a sons, ou seja, não existe um problema auditivo em si. É na verdade uma percepção alterada que a pessoa desenvolve a respeito destes sons. Vamos a um exemplo mais prático: você conhece alguém ou é a pessoa que se irrita com determinados so

Álcool pode prejudicar a faringe/laringe?

  Beber uma cervejinha de vez em quando é bom. Mas o que não pode ocorrer é a pessoa abusar do álcool. Você sabia que a ingestão em demasia causa uma série de problemas no seu organismo?  Segundo pesquisas, o uso regular de álcool aumenta o risco de câncer na boca. Aproximadamente 50% d

Dr. FRANCISCO TIAGO BARROSO CHAGAS
CRM: 10119

20 Anos Coorlece