Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Eu tenho rinite ou sinusite?

""Por dentro das nossas narinas, há um revestimento delicado chamado mucosa nasal. Visualmente, parece muito com o revestimento interno da boca e da garganta. Quando este revestimento sofre uma inflamação, chamamos de rinite (origem greco-latina do termo rhinos, ou seja, nariz).

Agora imagine os ossos de sua face. Saiba que os ossos da região da testa, assim como abaixo dos olhos (região da bochecha), são ossos ocos, que possuem um espaço cheio de ar em seu interior. Esses espaços ocos comunicam-se diretamente com o nariz, inclusive são forrados pelo mesmo tipo de revestimento mucoso. Assim, toda vez que inspiramos, o ar acaba penetrando dentro desses ossos da face. São justamente esses espaços que chamamos popularmente de seios da face. A denominação tem origem greco-latina sinus. Portanto, quando o interior dos sinus sofre alguma inflamação, denominamos de sinusite.

Por que o revestimento do nariz inflama? As causas mais comuns são: irritação por impurezas que respiramos (fumaça, ar quente, solventes, poeira de construção, etc.), infecção por vírus e bactérias e, cada vez mais comumente, processos alérgicos. Em todos os casos, a mucosa nasal fica avermelhada, produz uma secreção que pode ser clara ou amarelada/esverdeada, podendo surgir obstrução nasal, espirros, coceira, fungado e escorrimento. Como nariz e seios da face comunicam-se, muitas vezes a inflamação do nariz (rinite) acabem se disseminando para os seios, gerando a sinusite.

Através do relato da história clínica colhida durante a consulta, associado a um exame clínico do nariz (eventualmente exames complementares podem ser necessários), o médico poderá diagnosticar a causa da rinite, bem como determinar se também há sinusite.

Por fim, vale ressaltar que, na maioria dos casos, a rinite e a sinusite vêm em crises que são tratadas e curadas.  Ou seja, nem todos “tem rinite ou tem sinusite” pra sempre. Certamente há casos em que tanto a rinite como a sinusite podem tornar-se doenças crônicas, exigindo medicações e acompanhamento regular, eventualmente até cirurgia. O exemplo maior é a rinite alérgica, que pode provocar em alguns pacientes sintomas diários de coceira nasal, coriza e espirradeira sempre que o paciente inalar mofo, ácaro ou poeira.
 

JOSE MARIO LIMA JUNIOR

CRM: 9889

MEDICO OTORRINOLARINGOLOGISTA
RQE 4406

Notícias

Inflamações na garganta e ouvido - cuidado! busque tratamento adequado

Garganta e ouvidos estão interconectados por pequenos canais. E ter uma infecção em uma dessas regiões não é nada agradável, especialmente por conta da dor e do incômodo presentes. Uma dor de garganta, por exemplo, pode ser responsável por uma possível infecção de ouvido. Basicamente, n

Labirintite ? dicas para lidar com o desconforto

  A labirintite é uma doença do ouvido que afeta o labirinto, estrutura responsável pelo equilíbrio. As pessoas costumam chamar qualquer distúrbio na região do ouvido interno de labirintite, porém o mais correto é empregar o termo vestibulopatia para os distúrbios do equilíbrio corporal

Atraso na fala: pais devem ficar em alerta

 O desenvolvimento da fala da criança, entre outros aspectos, é um processo que deve ser acompanhando pelos pais. Não podemos resumir o tema com o conceito “tem que estar falando aos X anos”. É preciso deixar claro que a fala e a linguagem são duas coisas diferentes. Fala é o ato de se e