Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Cuidado com os fogos de artifício e música alta!

Quem não gosta de ouvir uma boa música nas alturas? É, de vez em quando, a empolgação toma conta da gente. Mas, apesar da vontade, é preciso ter cuidado com essa prática. 

A exposição ao ruído e a música muito intensa, não é apenas prejudicial para o ouvido interno, comprometendo a audição, mas também é prejudicial em termos psicológicos. Aumenta o estresse, pode provocar depressão, insónias e diminuir a atenção. Em certos casos, surgem zumbidos que condicionam muito a qualidade de vida.

“A perda da audição é irreversível se as células auditivas tiverem morrido, por isso, é importante utilizar os fones com moderação e não escutar música muito alta ou por muito tempo”, disse médico otorrinolaringologista e presidente da Coorlece, Samuel Rachid.

Fogos de artifícios

Mesmo que os fogos de artifícios sejam interessantes, a pressão pode levar a danos para a audição quando protetores auditivos não são usados.

O som emitido por fogos de artifício pode atingir 150 a 175 decibéis. A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), para adultos, é de não se expor a mais de 140 dB de pressão de som. Enquanto que para as crianças é recomendável apenas 120 dB. As crianças são as que vivenciam a pressão mais alta do som e não devem ser expostas a fogos de artifícios. A exposição a sons altos como fogos de artifícios pode provocar perda auditiva temporária ou permanente e tinnitus.

Para você que usa fones de ouvido, separamos algumas recomendações:

Prefira fones de ouvido que ficam externos

Modelos intra-auriculares, menores e muito comuns hoje em dia, são mais prejudiciais. Quanto mais longe do conduto auditivo está a fonte de som, melhor. Os fones de ouvido do tipo externo são os mais recomendados pois eles ajudam a diminuir os riscos da perda auditiva se utilizá-los da forma correta.

Cuidado com o volume

Use o volume sempre na metade da graduação máxima do aparelho. “O ideal é conseguir ouvir a música e os sons externos também. Se a música impede de ouvir os sons externos significa que está alta demais”. Se a pessoa ao seu lado também consegue ouvir a música que você está escutando, é sinal de que o volume está muito alto. Devemos nos prevenir e ficar alerta ao aumentar o som para ouvir nossa música favorita.

Dê um descanso aos seus ouvidos

A cada hora de música ouvida no fone, a recomendação é dez minutos de pausa. O “repouso auditivo” também serve quando vamos a um show com música alta ou ficamos expostos a um som muito alto em um determinado dia. Evitar ficar dois dias seguidos exposto a ruídos altos ajuda a “descansar”, evitando que o dano auditivo – que tem como sintoma os zumbidos, por exemplo – torne-se permanente.

Gostou do artigo? Acesse o nosso blog e leia mais conteúdos relacionados!


Notícias

Alergias Respiratórias

  A alergia é uma reação exagerada do sistema imunológico em relação a certas substâncias da natureza, que são chamadas de alérgenos. Essas reações são provocadas por substâncias habitualmente inofensivas para a maioria das pessoas. No caso das alergias respiratórias superiores, pode

Dia Nacional do Surdo e a importância dos exames preventivos

  O dia 26 de setembro, Dia Nacional do Surdo, é um dia importante para destacar a importância da prevenção e o diagnóstico precoce da surdez. A data marca a criação da primeira escola de surdos no Brasil, no Rio de Janeiro, em 1857. Cerca de 10 milhões de brasileiros possuem alguma defici

Por que as mulheres sofrem mais com problemas no sono?

A insônia é um problema que atinge uma parcela significativa da população mundial. Em todas as partes do planeta, pessoas com dificuldade para dormir sofrem problemas cotidianos como o lapso de atenção e a falta de desempenho em atividades necessárias como o estudo e o trabalho. Mas você sab
20 Anos Coorlece