Coorlece - Cooperativa de Otorrinolaringologia do Estado do Ceará

Notícias

Diabetes e perda auditiva: qual a relação?



A diabetes é uma doença caracterizada pelo alto nível de glicose no sangue de um indivíduo. Afetando milhões de brasileiros atualmente, merece a devida atenção. Quando não adequadamente controlada, a diabetes é capaz de atingir determinadas células do corpo e comprometer órgãos fundamentais. 
 
Já era de conhecimento médico que a doença provocava insuficiência renal, amputação de membros, doenças cardiovasculares, infarto e cegueira. Porém, um estudo desenvolvido no Reino Unido apontou mais uma deficiência derivada da diabetes: pacientes nessas condições apresentam maior probabilidade de perder a audição quando comparados a indivíduos saudáveis.
 
Causas
 
Qualquer doença capaz de afetar os tecidos vasculares e nervosos afetam as células de determinada local e comprometem a funcionalidade desse campo no corpo. No caso da audição, o índice exagerado de açúcar no organismo danifica os vasos sanguíneos na área auditiva e pode levar à surdez. 
 
Dessa forma, a capacidade de transmissão do som e a sensibilidade de partes essenciais no processo pleno de audição são afetadas. O nível excessivo de glicose pode, inclusive, causar infecções no canal auditivo de pessoas já portadoras de aparelhos específicos para a deficiência. As paredes da cóclea, parte fundamental do ouvido interno, tendem a estreitar-se e existe uma perda de células importantes para a tarefa devido ao número de açúcar exagerado. 
 
Não só a grande quantidade de açúcar no sangue (hiperglicemia) como também a pouca quantidade (hipoglicemia) são capazes de alterar a cóclea, parte essencial do ouvido interno por fatores diversos. O grande vilão é o desequilíbrio.
 
Sintomas
 
Permanecer atento aos sintomas é de extrema importância para o tratamento de tal deficiência, potencializando a eficiência dos cuidados. Aspectos comumente passados desapercebidos como tonturas, incapacidade de entender plenamente uma conversa e zumbido frequente são indícios merecedores de atenção. 
 
A sensação de frequentemente não compreender o que as pessoas falam, necessitando de uma repetição é preocupante. Além disso, o hábito de ouvir e assistir tv, rádio  e outros meios em volumes acima dos comumente utilizados por outros indivíduos é outro importante indicador de perda auditiva.
 
Diagnóstico
 
O diagnóstico dessa deficiência costuma ser difícil. Os sintomas são gradativos, e os pacientes acabam percebendo a surdez em um estado agravado, prejudicando a eficiência do tratamento.
 
Para evitar essa situação, é fundamental permanecer realizando exames periodicamente após a descoberta da diabetes, a fim de detectar precocemente a perda auditiva ou qualquer outra mazela advinda da doença inicial.
 
Tratamento
 
Primeiramente, uma dieta balanceada e a prática regular de exercícios físicos são fundamentais no controle da glicemia, ajudando também a prevenir demais consequências da diabetes, como a perda auditiva. 
 
Em casos nos quais o estágio da deficiência está mais avançado, o problema é resolvido por meio do implante de um aparelho auditivo. O médico orienta o paciente de acordo com as especificidades de cada contexto. O acompanhamento profissional deve ser encarado como obrigatório. 
 
Quer saber mais? Encontre já o otorrino mais perto de você! A Coorlece disponibiliza o aplicativo “Otorrino Já”, uma maneira muito mais fácil e funcional de marcar uma consulta com otorrinolaringologistas. Você pode selecionar qual médico mais próximo de sua residência e marcar sua consulta imediatamente. O aplicativo está disponível para as plataformas iOS (https://goo.gl/qqadTy) e Android (https://goo.gl/SYoCbw)


Inspira! Comunicação e Marketing 
Assessoria de imprensa da Coorlece 
Jornalistas: Ana Lídia Coutinho (85) 98855.9844 | analidia@agenciainspira.com 
Mônika Vieira (85) 98779.2007 | monika@agenciainspira.com

Notícias

Quais os principais tratamentos da labirintite?

Uma coisa que muita gente não sabe é que a labirintite pode desaparecer sozinha. Em algumas semanas, ela some por completo. Contudo, quando necessário, o tratamento visa principalmente a redução dos sintomas. Se a causa for infecção bacteriana, o médico lhe receitará um antibiótico e os si

O que é labirintite?

A labirintite é um termo comumente usado para designar uma afecção que pode comprometer tanto o equilíbrio quanto a audição. A condição afeta o labirinto, estrutura da orelha interna constituída pela cóclea (responsável pela audição) e o vestíbulo (responsável pelo equilíbrio). O uso

Sinusite em crianças

  Caracterizada como a infecção causada por bactérias na região dos seios paranasais, ou seja, cavidades revestidas por mucosas localizadas dentro do crânio, próximos ao nariz. Pode aparecer em vários pontos da face da criança: na testa (frontal), nas maçãs do rosto (maxilar), entre os o
20 Anos Coorlece